Coronavírus: o que sabemos sobre o vírus

O coronavírus pertence a um grupo que reúne desde agentes infecciosos que provocam sintomas de resfriado até outros com manifestações mais graves, como os causadores da SARS (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave) e da MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio) que também pertencem à família coronavírus. 

Segundo estudos chineses, esse novo vírus teve início em morcegos e cobras, e assim como o H1N1 ele se transformou e atingiu humanos. O seu estágio evolutivo, no entanto, ainda está em mutação.

 

Forma de contágio

A  principal forma de transmissão dos coronavírus se dá pelo ar, ou seja, em contato com os locais já isolados como a Alemanha, Japão e Vietnã, que foram as primeiras nações a disseminarem o vírus, além da cidade de origem na China. Estar próximo a uma pessoa contaminada, bem como a espirros e outras secreções, também é uma forma de contágio.

 

Prevenção

A primeira medida de prevenção é evitar viajar a Wuhan e região, que foi onde se iniciou o surto. Algumas prevenções também incluem:

  • Evitar aglomerações e contato próximo com outras pessoas.
  • Cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. O descarte do material deve ser realizado em local adequado.
  • Lavar as mãos a cada duas horas, principalmente após passar por estabelecimentos ou transportes públicos.
  • Não tocar olhos, nariz e boca sem lavar as mãos.
  • Não compartilhar copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

RECEBA NOVIDADES